Canal no Youtube:

 Instagram: 

 Autora e o blog: 

 Facebook: 

Olá medroso e medrosa, tudo certinho com você?

​Eu sou a Renata, nasci em Recife, a capital mais assombrada do Brasil e desde pequena eu sou apaixonada por filmes de terror. Meu primeiro projeto de terror foi em 2017 com o canal do Youtube Mundo Sinistro - Filmes & Contos.

Saiba Mais

©2019 Mundo Sinistro - Filmes & Contos.

Criado por Diogênes Paz

É proibido copiar total ou parcialmente o conteúdo deste site sem a autorização da autora.

  • Rê Moura

O CASTELINHO DA RUA APA. (O QUE ACONTECEU)?

Atualizado: Mar 12

Olá medrosos e medrosas, tudo certinho com vocês? E vamos a mais um post aqui no blog. Desta vez sobre um assunto para lá de sinistro. Já ouviu falar no Castelinho da Rua Apa? Acredito que de todos os imóveis históricos situados na cidade de São Paulo, nenhum outro chama tanta atenção e curiosidade de turistas, moradores ou até mesmo curiosos pelo sobrenatural como o famoso Castelinho da Rua Apa.


Siga no instagram @renatamourareal.

Localizado próximo a Rua Apa com a Avenida General Olímpio da Silveira, sua arquitetura é em estilo Francês, bem diferente dos estilos dos edifícios da região, e o mesmo é acompanhado por uma história macabra e bem sinistra.


Na noite do dia 12 de maio de 1937, o local foi palco de um dos crimes mais misteriosos e marcantes da história do Brasil. Uma chacina aconteceu nesta residência.

Uma família, Maria Cândida Guimarães de 73 anos, seus dois filhos, Álvaro Guimarães Reis, na época com 45 anos, e Armando Guimarães de 43, foram encontrados mortos por uma pistola automática calibre 9.


Claro que para variar, até os dias de hoje, o desfecho deste crime não foi esclarecido. A polícia até divulgou uma versão dois dias depois do ocorrido dizendo que o Álvaro teria atirado na mãe e no irmão e, depois, se suicidado com dois tiros no coração. E disseram também que o motivo teria sido o impasse sobre a decisão do filho mais velho de construir um local de patinação no gelo com o dinheiro da família.

O Armando e Maria Cândida, teriam discordado com medo de que Álvaro acabasse com a fortuna que a família havia construído a anos. Porém os médicos-legistas que trabalharam no caso discordaram dos policiais. De acordo com eles, quem teria feito os disparos teria sido Armando, o irmão mais novo. Então ele teria matado o irmão Álvaro, a mãe e, depois, tirado a própria vida.

Ainda de acordo com os médicos legistas a prova que a chacina ocorreu desta forma seriam as marcas de pólvora nas mãos de Armando.


Porém, claro que o mistério não acaba aí. A posição em que os corpos do Álvaro e do armando foram encontrados, um ao lado do outro, não é típico de quem dispara uma arma e, depois, tira a própria vida. E olha que estranho, as balas que foram encontradas na mãe não eram da mesma pistola. Ela teria sido morta com uma arma de calibre diferente, e que nunca foi encontrada.


Após este ocorrido, o castelinho virou alvo de uma longa e incansável disputa judicial, claro que entre os parentes, até virar um patrimônio público. Desde a chacina, o prédio ganhou a fama de ser mal-assombrado, com histórias horripilantes de gente que jurou já ter visto vultos ou ouvido gritos em seu interior. Moradores locais passando na rua do castelinho altas horas da noite também dizem já ter visto luzes dentro dele e sombras através das janelas.


No ano de 2015 deu-se inicio ao processo de restauração do prédio, que foi finalizado em janeiro de 2017, e reaberto ao público em abril de 2017, quase oitenta anos após da tragédia da família Guimarães. Hoje o local pode ser visitado e até locado para casamentos. Já pensou? No meio de um casamento uma aparição fantasmagórica? Você teria coragem de começar sua vida a dois em um local onde ouve uma chacina? Pense direitinho.


Assista ao vídeo e inscreva-se no canal:

Quer saber de mais conteúdos de terror? Visite o canal Mundo sinistro – Filmes & Contos e inscreva-se.


Apoie o canal Mundo Sinistro - Filmes & Contos.


Um beijo e até mais medrosos e medrosas!