Canal no Youtube:

 Instagram: 

 Autora e o blog: 

 Facebook: 

Olá medroso e medrosa, tudo certinho com você?

​Eu sou a Renata, nasci em Recife, a capital mais assombrada do Brasil e desde pequena eu sou apaixonada por filmes de terror. Meu primeiro projeto de terror foi em 2017 com o canal do Youtube Mundo Sinistro - Filmes & Contos.

Saiba Mais

©2019 Mundo Sinistro - Filmes & Contos.

Criado por Diogênes Paz

É proibido copiar total ou parcialmente o conteúdo deste site sem a autorização da autora.

  • Rê Moura

CONHEÇA A HISTÓRIA DO FANTASMA QUE AJUDOU A DESVENDAR O PRÓPRIO ASSASSINATO.

Olá medroso e medrosa, tudo certinho com você?


Bom, independente de você acreditar ou não em vida após a morte, em reencarnação, ou em espíritos zombeteiros, você já deve ter ouvido falar de espíritos de pessoas que voltaram do mundo dos mortos para transmitir mensagens aos seus entes queridos. E a história que vou contar para você agora é uma história para lá de sinistra. Uma história que foi postada pelo pessoal do site Mental Floss e a mesma não se refere a apenas a aparição de um fantasma, na verdade, conta a história de um fantasma que teria ajudado a desvendar seu próprio assassinato.


Conheça o Canal Mundo Sinistro - Filmes & Contos no Youtube.

Tudo teria acontecido no ano de 1897, onde Zona Shue, esposa de um ferreiro de Greenbrier, chamado Erasmus Shue, mais conhecido por Edward foi encontrada morta na Virginia. Edward mandou o filho de um de seus vizinhos ir até a sua residência para perguntar a sua esposa Zona se ela estava precisando de algo do mercado. Foi aí então, que o menino descobriu o corpo de Zona, ao pé da escada da casa.


Leia também:

Conheça a lenda da maldição de La Llorona.

Conheça a maldição da Pisadeira.

A lenda do espantalho premonitório.


Sua mulher estava no chão com as pernas esticadas, um dos braços sobre o peito e o outro estendido ao lado do corpo. Sua cabeça estava levemente inclinada para um dos lados. O filho do vizinho chegou a pensar que Zona estava apenas dormindo antes de ter certeza de que ela estava morta e, assustado, saiu chorando, correndo e desesperado em busca de ajuda.


Siga no instagram @renatamourareal.

A mão do garoto, chamou o médico local, George Kapp, porém naquela época os médicos e qualquer outro tipo de socorro demorava muito a chegar ao local, e uma hora depois, quando tanto o médico como a vizinha chegaram à casa dos Shue, Edward já havia preparado o cadáver da esposa para o funeral, algo bem incomum para a época. Pois a morte só poderia ser declarada, assim como hoje, através de um médico.

Zona Shue

Edward vestiu sua esposa com um vestido de gola grossa, alta e bem firme, ele também cobriu seu rosto com um véu branco e enquanto o médico tentava determinar a causa da morte, ele permaneceu todo o tempo chorando com a cabeça da mulher nos braços. Ele chorava compulsivamente.


O médico, ao tentar examinar o pescoço e a cabeça de Zona mais detalhadamente, o ferreiro se tornou meio agressivo. Porém, o médico atribuiu o comportamento de Edward ao sofrimento e a dor de ter perdido a esposa, e assim, ele decidiu finalizar o procedimento para evitar provocar o marido e não ir contra ao seu sofrimento. Afim de deixá-lo sentir sua perda em paz.


Apoie o canal Mundo Sinistro - Filmes & Contos.


O médico como não encontrou nada de estranho nem errado nas partes examinadas de Zona, e ele havia tratado dela algumas semanas antes de sua morte, ele finalizou dizendo que ela havia morrido por conta de um desmaio fatal. Assim, o enterro da mulher ocorreu no dia posterior à sua morte, e seu esposo Edward voltou a se comportar de maneira estranha e agressiva.

Além de ter vestido a mulher com a roupa de gola grossa, alta e véu como foi dito anteriormente, alegando que ela gostava daquela roupa, ele resolveu cobrir a cabeça e pescoço de Zona com um grande lenço e cor clara. Na época, de acordo com as testemunhas, Edward não saiu ao lado do caixão e também não deixava que as pessoas se aproximassem, além de ter mexido no pescoço da esposa por diversas vezes.

Casa em que Zona vivia com Edward.

Edward chegou a usar uma almofada grossa e um tecido para elevar mais a cabeça de Zona. A

maioria das pessoas que estavam presentes no velório, atribuíram as esquisitices de Edward à dor de ter perdido a esposa. Porém, a sua sogra, mãe da falecida não. Ela estava convencida de que o genro tinha algo a ver com a morte da filha.


Foi então que a mão de Zona começou a orar todas as noites pedindo para que a filha voltasse do mundo dos mortos para lhe dizer a verdade sobre a sua morte. E medroso e medrosa, não é que a morta atendeu aos pedidos da mãe? De acordo com a mãe de Zona, D. Mary, em um de seus sonhos, a filha apareceu para ela e lhe contou o que havia acontecido. Em sonho Zona disse que Edward era um marido agressivo e que em uma noite ele teve um ataque de fúria e que segurou com tanta força o seu pescoço, que o quebrou.

Com isso e depois de muito tentar, D. Mary conseguiu convencer o procurador de Greenbrier a abrir uma investigação sobre o caso da morte de Zona e pedir uma autopsia do corpo. E após a autopsia, foi revelado que a causa da morte não havia sido nenhum desmaio. A autopsia mostrou que em seu pescoço haviam marcas de dedos, indicando que ela havia sido estrangulada. O exame também mostrou que houve um deslocamento entre a primeira e a segunda vértebra. Além de a traqueia estar toda esmagada e havia ligamentos do pescoço rompidos.

As investigações foram mais a fundo e foi revelado que Edward dizia abertamente que gostaria de se casar sete vezes, e que o mesmo já havia sido casado outras duas vezes antes de Zona surgir em sua vida. As autoridades foram atrás destas esposas, e ao encontrar a primeira mulher com quem Edward viveu, descobriu-se que ele era extremamente violento, já a segunda esposa, para variar, havia morrido misteriosamente apenas 8 meses após o casamento.


Edward foi levado a julgamento e claro que seu advogado tentou ridicularizar a mãe de Zona durante todo o interrogatório, porém, nada deu certo. D. Mary além de manter-se firme, todos os exames da autópsia mostrava que ela estava certa e assim felizmente, Edward foi considerado culpado de assassinato e condenado à prisão perpétua.


Medroso e medrosa, que história mais intrigante. Gostei bastante de conhecê-la. Acredito que um espirito de um desencarnado pode sim voltar para dar um recado tão importante como este. E você, acredita?


Clique no vídeo abaixo e saiba mais sobre esta história.

Inscreva-se no Canal Mundo Sinistro - Filmes & Contos.

Bom, eu fico por aqui, um beijo e até mais medroso e medrosa!

107 visualizações